São Bento José Labre. O Santo de Rua!

Hoje é o dia de São Bento José Labre.

Viveu de 1748 a 1783, passou 13 anos de sua breve vida como peregrino dos santuários. Quando alguém lhe dava esmolas ou alimento repetia sempre: Nós somos todos peregrinos nesta terra: caminhamos sempre.

Nascido na França, sentia-se conduzido à vida contemplativa e tentou, sem sucesso, ingressar na ordem dos Trapistas. Aos 18 anos foi em vão bater na porta da Cartuxa, depois dos Cistercienses. Finalmente foi acolhido na Abadia de Sept Fons, como noviço, mas poucos meses depois saiu e decidiu que seu convento seriam as estradas e as ruas.

Com o Evangelho, um rosário e o livro de orações partiu para Roma e nas ruas da cidade vivia com os moradores de rua, repartindo o que ganhava; peregrinava a Loreto, devoto da adoração das 40 horas, rezava nas portas das Igrejas, e muitas vezes era posto para fora por causa do mau cheiro.

Homem de oração e solidariedade chamava a atenção pela santidade de vida, pelo desprendimento e humildade. Dormia entre as ruínas do Coliseu.

Estando muito doente e agonizando nas escadas de uma Igreja foi recolhido pela família de um açougueiro onde morreu.

Abaixo reproduzimos a Oração que escreveu:

Pai Eterno,
pelo sangue de JESUS misericordioso
consolai-nos em nossas necessidades
e tribulações,
como consolastes a Jó,
a Ana e a Tobias
em suas aflições.

E Vós, ó Maria,
rogai a DEUS por nós
e obtende-nos a graça
que humildemente pedimos.

8 Comments

  1. Alexandre Leone
    abr 16, 2009 @ 22:01:55

    Um homem que através da sua humilde existência, por que também foi José, se tornou grande aos olhos de Deus, um Santo que criou uma oração tão singela e tão forte, comovente e espirituosa. Ao chamar o Pai de Eterno, me cativou muito, pois sei que sou limitado, finito e o nosso Deus é infinito e ilimitado, portanto Eterno na sua grandeza, bondade e amor. Viva São Bento José Labre, o Santo dos Peregrinos das Ruas deste Mundo!!

  2. Alexandre Leone
    abr 16, 2009 @ 22:06:07

    Pe. Júlio,
    Fico esperando sempre algum fato novo de apredizado, o Senhor sempre nos informa sobre datas e dia dos Santos, e o mais importante, o Senhor sempre tem uma história sobre cada um deles. Obrigado.

  3. julio
    abr 16, 2009 @ 22:31:03

    No dia de S.Bento José Labre o Papa Bento XVI comemora 82 anos de vida .Oremos pelo Papa .

  4. Arlete Barrio Hernandez
    abr 17, 2009 @ 20:26:23

    Padre Júlio,
    Li na Folha de São Paulo, na coluna de Mônica Bergamo (17/04/09), a reportagem “Os vereadores, o padre e o garçom da Vila Madalena” e fiquei indignada ao ler que o secretário de Segurança Urbana, Edson Ortega, disse não haver “um único registro de queixa” de agressões da GCM contra moradores de rua. Se um morador de rua fizer uma queixa, será ouvido com respeito, levado à sério? Logo abaixo dessa matéria, há uma nota que diz que o secretário Andreas Matarazzo pretende em dois meses implementar um projeto de revitalização de uma área atrás do estádio do Pacaembu, hoje, degradada onde se “concentra moradores de rua e travestis, e é “focode violência” naquela área. Estamos longe de ter uma solução humana para os nossos irmãos moradores de rua.

  5. Alexandre Leone
    abr 18, 2009 @ 09:51:22

    Pe. Júlio, obrigado novamente, faremos então uma oração para o Papa Bento XVI, que este Santo Homem que foi escolhido pelo Espírito Santo tenha sempre força, sabedoria, saúde, fé e amor aos seus filhos. Que Deus Pai e seu Filho e todos os Santos e Nossa Senhora, intercedam e iluminem o nosso Papa. Amém!

  6. julio
    abr 18, 2009 @ 13:42:01

    Alexandre grato por tua sensibilidade e afeto o que nos torna mais comprometidos com nossas comunidades .

  7. estelinha
    abr 19, 2009 @ 14:02:03

    gostamos muito estamos sempre aprendendo obrigado padre julio

  8. Virginia M.C.
    abr 19, 2009 @ 21:52:44

    Iluminando as Ruas da Vida

    “Aos retos nasce luz nas trevas”
    (Salmos 112:4).

    Ben Franklin é a pessoa a quem devemos
    agradecer pela iluminação pública.
    Ele apresentou a idéia de se iluminar as
    ruas e teve sabedoria para conseguir que esta
    idéia fosse implementada.

    E o que fez ele?
    Foi aos vereadores e exigiu
    que as ruas da cidade fossem iluminadas? Não.
    Reuniu um grupo de moradores e fez passeata
    exigindo que as luzes fossem espalhadas
    pelas ruas? Não.
    Então, que fez afinal?

    Na realidade, o que fez foi bastante simples.
    Toda noite ele iluminava uma lanterna de metal
    polido e brilhante e a pendurava em uma árvore
    bem em frente de sua casa.
    Noite após noite ele repetia isso, iluminando
    seu pequeno canto do mundo. Logo todos os
    seus vizinhos começaram a seguir seu
    exemplo e em pouco tempo toda a cidade estava
    apreciando os benefícios das luzes nas ruas.

    Temos consciência de que vivemos, atualmente,
    em um mundo onde as trevas estão cada vez mais intensas.
    A violência, a corrupção, a mentira e o desamor
    cooperam para que as ruas de nossas vidas estejam
    cada vez mais escuras.
    As pessoas não mais se abraçam, os braços têm
    estado cada vez mais encolhidos e o desamor
    tem sido regra geral e não exceção.

    Queixamo-nos da situação, murmuramos
    contra a indiferença de nossos governantes e até
    chegamos a crer que não há nenhuma
    luz no fim do túnel.

    E o que temos feito?
    Que atitude temos tomado para que as
    nuvens escuras sejam dissipadas? Acomodamo-nos
    achando que nada se pode fazer ou alistamo-nos
    nas fileiras dos que confiam que
    “tudo é possível ao que crê?”

    Não podemos iluminar todo o mundo e nem
    acabar com as trevas que o envolvem de uma só vez,
    mas podemos começar acendendo
    a lanterna brilhante de nossos corações.
    Quanto mais lanternas espirituais acesas existirem,
    menos espaço haverá para a escuridão.

    Parabéns Padre Júlio por colocar luz em nossas vidas.
    Parabéns pelos 24 anos de sacerdócio.