Santa Isabel da Hungria

Publicado por em 17 de novembro de 2009 em TestemunhosNenhum comentário

17 de novembro

Viúva, era filha de André II, rei da Hungria, e foi casada com o piedoso duque Luís IV, soberano da Turíngia. Tinha 20 anos e era mãe de três filhos pequenos quando ficou viúva; o marido, que havia partido em Cruzada, morreu quando estava a caminho da Terra Santa. Hostilizada cruelmente pela família do marido, foi abandonada com os filhos na mais negra miséria. Sofreu com admirável paciência toda espécie de humilhações, pois até mendigos que ela outrora socorrera tinham agora a baixeza e a ingratidão de a insultarem, porque sabiam que não se encontrava nas boas graças da Corte. Ofereceu-se para ajudar num hospital de leprosos e ali praticou atos de caridade heróica.

Quando os cruzados que haviam acompanhado seu marido retornaram à Alemanha, ficaram indignados com o tratamento inqualificável de que estava sendo objeto aquela que, até pouco antes, fora soberana do país, e conseguiram reconduzi-la à Corte, onde faleceu pouco depois, aos 24 anos.

Outros Santos e Santas desta data:

* Santa Hilda, abadessa beneditina, exerecndo grande influência na igreja da Inglaterra;
* Santo Eugenio, diácono da igreja de Florença;
* São Gregório, o Taumaturgo, bispo e bom pastor, operou grandes milagres;
* Beata Joana de Signa, pastora próxima a Florença;
* Beata Saloméia, princesa polonesa que ao ficar viúva fundou o convento das clarissas de Zawichist;
* Os três mártires jesuítas do Paraguai: os santos Roco Gonzales, Alfonso Rodriguez e João del Castillo, foram mortos na missão de “Todos os Santos”. São fundadores da “redução da Assunção” para a defesa dos índios.

Colaboração de Danilo Santana

Tags: ,

Não é possível fazer comentários.