Santa Teresinha do Menino Jesus

1 de Outubro

Santa Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face teve uma vida bastante breve. Conhecida por Teresinha do Menino Jesus, é uma das santas mais características por sua espiritualidade. Seu culto se espalhou em pouco tempo por todos os recantos do mundo católico.

Teresinha nasceu em Alençon, norte da França, aos 2 de janeiro de 1873. Seus pais, quando jovens, aspiravam, ambos, a se consagrarem a Deus na vida religiosa, mas por circunstâncias especiais não foram aceitos. Então a jovem Zélia Guerin, futura mãe de Teresinha, disse: “Meu Jesus, já que não sou digna de ser vossa esposa como irmã, abraçarei o estado matrimonial para cumprir vossa vontade. Peço-vos, porém, encarecidamente, conceder-me muitos filhos e que vos sejam consagrados”.

Daquele santo casal nasceram nove filhos. Três faleceram em tenra idade, os demais, todas meninas, tornaram-se religiosas conforme o desejo da mãe.

Teresinha ficou órfã de mãe aos quatro anos e sentiu muito esta falta. O pai, depois da morte da esposa, mudou-se com a família para Lisieux, onde tinha um cunhado cuja esposa zelava pela educação das filhas.

Teresinha cresceu num ambiente de amor puro e de fé profundamente vivencial e, sendo a caçula do lar, era chamada pelo pai “a minha rainhazinha”. As irmãs mais velhas, uma após outra, consagraram-se a Deus na vida religiosa. Teresinha alimentava uma santa inveja da opção das irmãs desejando, quanto antes, acompanhá-las na consagração a Deus.

Aos 14 anos já desejava ardentemente abraçar a vida contemplativa no Carmelo de Lisieux, mas é impedida devido a sua pouca idade. Por ocasião de uma peregrinação pela Itália, em uma audiência concedida pelo Papa aos fiéis de sua diocese, ela audaciosamente dirige a palavra a Leão XIII e pede-lhe permissão para entrar no Carmelo. O pedido é concedido, e Teresa entra para o convento carmelita de Lisieux em 1888, com apenas 15 anos de idade.

Viveu no Carmelo mais oito anos. “Que poderia ter realizado de extraordinário em tão curta existência? Graças a sua autobiografia, com o título História de uma alma, sabemos que a jovem carmelita não fez nada de extraordinário, apenas cumpriu extraordinariamente bem os seus deveres de monja enclausurada.

Avançou com passos firmes e rápidos pelo caminho da santidade, seguindo o caminho de perfeição traçado pela Madre Fundadora das carmelitas descalças, Teresa de Jesus, e guiada pela assídua leitura da Sagrada Escritura, de São João da Cruz e da Imitação de Cristo. Teresinha insiste sobre a centralidade do amor, descobrindo o pequeno caminho da infância espiritual.

Num momento de entusiasmo, Teresinha escreveu que, por amor ao Amor Supremo, desejava ser cavaleiro das cruzadas, padre, apóstolo, evangelista, missionário, mártir. “Compreendi, escreve, que só o amor fazia agir os membros da Igreja e que se o amor viesse a se extinguir, os apóstolos não anunciariam mais o Evangelho, os mártires recusariam derramar o seu sangue… Compreendi que o amor encerra todas as vocações e que o amor é tudo, abraça todos os tempos e todos os lugares… Numa palavra, o amor é eterno… encontrei minha vocação: o amor!”

Estas palavras poderiam parecer românticas, se não fossem corroboradas pela vida de oração, de sacrifícios, de provações, de penitências e de imolação no dia-a-dia da existência de Teresinha como Carmelita.

Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus, pela salvação das almas, e na intenção da Igreja. Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o pai, livre igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou a pequena via da infância espiritual.

O mais profundo desejo do coração de Teresinha era ter sido missionária “desde a criação do mundo, até a consumação dos séculos”. Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia, e como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.

Na noite de 3 de abril de 1896, entre a Quinta-Feira e a Sexta-Feira Santa, manifesta-se pela primeira vez a tuberculose, doença que a levará à morte. Teresa acolhe-a como a misteriosa visita do divino Esposo, e começa então a subida do seu calvário, marcada por uma dura provação de sua fé. Morre a 30 de setembro de 1897; pouco tempo antes, escrevera:”não morro, entro na vida”. Suas últimas palavras foram: “Meu Deus, eu Te amo”, e são como que o selo de sua existência.

Sua santidade foi reconhecida pela Igreja em poucos anos, fato excepcional. A 17 de maio de 1925 Pio XI canoniza-a, dizendo ser ela a estrela de seu pontificado. Em 1927 foi proclamada, juntamente com São Francisco Xavier, padroeira da missões e, em 1944, padroeira secundária da França. Seu reconhecimento é coroado a 19 de outubro de 1997, cetenário de sua morte, quando o Papa João Paulo II atribui-lhe o título de Doutora da Igreja, que nos ensina o caminho da santidade pela humildade.

   

No dia 19 de outubro de 2008, Dia Mundial das Missões, em Lisieux, na basílica dedicada precisamente à sua filha, os pais de Santa Teresinha, Luís Martin e Zélia Guérin foram beatificados pela Igreja, em cerimônia presidida pelo cardeal José Saraiva Martins. Na ocasião Saraiva Martins conclamou as famílias presentes “para que imitem os dois esposos e se tornem eles próprios lares santos e missionários.” Foi o segundo casal a ser beatificado pela Igreja Católica.

4 Comentários

  1. Paulo Lima
    ago 30, 2011 @ 11:34:59

    Estou procurando musicas de Santa Terezinha do menino Jesus com letras partituras ou cifras; se tiveres me mande , é para a missa da festa da padroeira Santa Terezinha do menino Jesus.
    obrigado Deus Abençoe

    Reply

  2. Mário Lima
    ago 31, 2011 @ 21:07:04

    Paulo
    Você poderá encontrar a musica de Santa Terezinha no site do Coral São João Batista, assim como as musicas das liturgias dominicais entre outras.
    Espero que goste da sugestão.
    Segue o link.
    no item “opcionais”

    http://www.coralsjbatista.com.br/coral/menu_csjb.htm

    Um grande abraço em Cristo.

    Reply

  3. Marcela Valinda
    mar 22, 2012 @ 10:52:08

    Santa Teresinha!!Rógai por nós…que seja derramada rosas sobre nossas vidas…
    Que minha prece seja atendida.
    Eu vos peço santinha querida…amém!

    Reply

  4. ariana de Barcelos
    mar 23, 2012 @ 17:09:25

    Aqui esta meu endereço.
    Ariana de Barcelos
    Rua:Avenida Jose Modesto Avila n°701
    Bairro:Centro
    Bela Vista de Minas/MG
    Cep-35938-000
    Ficarei grata por me manda as medalhas.
    Que São Jose de Cupertino te faça ter um coração
    relutante no amor por Jesus e Maria.
    São Jose de Cupertino nosso eterno amigo rogai por nós.
    Amém.

    Reply

Deixe um comentário