Canto “Um Coração para Amar”

No final da missa de 17/01, o Pe. Julio desabafou: “Chega, ninguém aguenta mais!”, referindo-se às dificuldades agravadas pela pandemia. Segundo ele, “nós somos capazes das coisas mais nobres, mas das coisas mais terríveis também! É preciso ter um coração para amar, pra perdoar e sentir, para chorar e sorrir”, como afirma o canto “Um Coração para Amar”, do Pe. Zezinho.

Deixe um comentário