Homilia do Pe. Julio no 2º Domingo da Páscoa – 24/04/2022

Ao aparecer para os discípulos, Jesus mostra as marcas. São os sinais do seu amor, os sinais da sua entrega de vida. Ele não mostra uma coroa e um cetro, Ele mostra as chagas. O ressuscitado é o crucificado! Nós temos que olhar pra Ele e perceber sua presença no irmão que está pelas ruas, nos irmãos que estão doentes, abandonados e esquecidos. É só ler no Evangelho: Jesus se identifica com o faminto, com o sedento, com o encarcerado, com o nu, com o doente, com o peregrino. Jesus não se identifica nunca com os poderosos. Confira a homilia do Pe. Julio no 2º Domingo da Páscoa, celebrado em 24/04/2022.

Deixe um comentário