Por um mundo livre da hanseníase

No final das missas do domingo, 19/01/2020, integrantes do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase falaram sobre a doença conhecida como lepra e o desafio de eliminá-la do país. A doença tem cura e pode ser evitada com prevenção. Acompanhe os avisos paroquiais da semana, gravados na celebração das 10h na capela da Universidade São Judas Tadeu.

Para saber mais sobre o movimento, visite o site http://www.morhan.org.br/

Deixe um comentário